A Lubrificação do Sistema de Transmissão: Os métodos e a sua importância na produção

Publicacao

          Dando sequência nos conteúdos sobre a vida útil do sistema de transmissão, hoje vamos abordar o principal assunto quando se fala em manutenção de correntes e engrenagens: a lubrificação. 

          A lubrificação é essencial para que as peças dos maquinários fiquem em ótimas condições de uso, para, assim, maximizar a cadeia produtiva! 

          As correntes devem ser protegidas contra a sujeira, umidade e qualquer outra partícula que possa causar atrito entre engrenagem-corrente.  Portanto, o lubrificante deve ser de qualidade.

          É preciso ter o cuidado para garantir que o lubrificante atinja a área de rolamento da corrente, pois só assim a lubrificação vai surtir efeito.

           Alguns lubrificantes mais pesados geralmente são difíceis para penetrar na corrente e não causam o efeito correto.

          Um dos lubrificantes mais pesados é a graxa. A sua utilização para fins de lubrificação nos sistemas de transmissão não é recomendada. 

          Porém, quando for necessário a sua utilização, ela deve ser aplicada nas superfícies externas de uma corrente. 

          A graxa deve ser aquecida até o ‘’ponto’’ de fluído e assim imergir a corrente nesse líquido. 

          A corrente deve ficar de ‘’molho’’ até que todas as bolhas de ar parem de subir. 

          Se esse método de lubrificação for utilizado, é necessário que haja uma limpeza constante da corrente, devido ao ‘’acúmulo’’ de graxa que pode ocorrer. 

          Também será necessário novas lubrificações de tempos em tempos.

 

MÉTODOS DE LUBRIFICAÇÃO

 

Existem quatro métodos para lubrificar as correntes. 

  • Lubrificação Manual

Nesse tipo de lubrificação, o óleo é aplicado periodicamente com uma escova ou lata de óleo, de preferência a cada oito horas de operação

Com esse volume e frequência, a corrente se mantém molhada com óleo e permite a penetração do lubrificante limpo nas juntas da corrente.

Tipo de Lubrificação
Lubrificação Manual

 

  • Lubrificação por Gotejamento

Nesse tipo de lubrificação, as gotas de óleo são direcionadas entre as bordas da placa por período de tempo pré-determinado. Esse volume e frequência serão suficientes para permitir a penetração de lubrificante nas juntas da corrente.

Tipo de Lubrificação
Lubrificação Por Gotejamento

 

  • Lubrificação por Banho ou Disco

Nesse tipo de lubrificação, o nível de óleo deve cobrir a corrente em seu ponto mais baixo durante a operação. Na lubrificação a disco, um banho de óleo é usado, mas a corrente opera acima do nível do óleo. Um disco pega o óleo do depósito e coloca na corrente por meio de placas de flexão.

Tipo de Lubrificação
Lubrificação por Banho ou Disco

 

  • Lubrificação por Fluxo

Nesse tipo de lubrificação, temos um fornecimento contínuo de óleo de uma bomba de circulação ou sistema de lubrificação central que é direcionado para a corrente. 

Tipo de Lubrificação
Lubrificação por Fluxo

 

CONCLUSÃO

 

          Uma atenção especial ao método de lubrificação se faz necessária, pois temos muitas variações na corrente, variações de temperaturas, tipos de lubrificação e lubrificantes diferentes, que interferem no bom funcionamento do sistema produtivo. 

          Todo esse processo faz parte da manutenção dos equipamentos fabris, pois é essa rotina que vai evitar que alguns problemas aconteçam na corrente!

          Portanto, se a lubrificação for realizada de forma correta, a corrente terá uma vida útil muito maior e assim sua empresa terá mais produtividade, mais rentabilidade e mais lucro!  

 

Qual lição você tirou com o conteúdo de hoje? Precisa melhorar a lubrificação da sua corrente?

Conte para o Marinheiro, estamos dispostos a te ajudar!

Para mais conteúdo como esse, siga nossas redes sociais e vamos juntos navegar rumo ao sucesso!

avatar

Compartilhe com seus amigos

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Abrir conversa